Como investir corretamente em Face Ads para o sucesso de seu e-commerce

O Face Ads ou Facebook Ads é o sistema de anúncios remunerados do Facebook. A plataforma permite segmentar anúncios de várias formas, cruzando localização, interesses, idades e gêneros, entre outros dados.

Texto produzido por : Ideal Marketing

Anunciar produtos na era digital é mais simples do que se imagina e ferramentas como o Face Ads (Facebook Ads) facilitam a divulgação da marca.

O serviço mais usado nesse mercado é o Google Ads (antigo Google AdWords). Ele utiliza cookies e palavras-chave para direcionar os anúncios para a audiência mais qualificada. Com o Google Ads você pode anunciar em mecanismos de busca, sites, blogs, YouTube e em aplicativos.

Mas, se seu objetivo é trabalhar com usuários de redes sociais, saber como funciona o Facebook Ads é uma opção mais adequada.

Face Ads: como funciona

Ele é um sistema de anúncios remunerados do Facebook. A plataforma permite segmentar anúncios de várias formas, cruzando localização, interesses, idades e gêneros, entre outros dados.

A plataforma também permite testar eles e mensurar os resultados, o que é muito importante para ter certeza da eficácia de uma campanha de marketing digital. Veja a seguir como usar o Facebook Ads.

Como fazer um anúncio no Face Ads

Existem elementos básicos que formam um anúncio. Cada um deles é essencial para que a ação seja bem-sucedida. São eles:

  • Objetivo;
  • Criatividade;
  • Público;
  • Investimento.

O objetivo é o primeiro passo para pensar em promover um. A empresa tem que saber qual será a importância de um anúncio para seu negócio.

Pode ser gerar visualizações para um vídeo, conseguir informações do público, aumentar o tráfego do site ou conseguir mais conversões.

A criatividade é a palavra-chave tanto da parte visual do anúncio, quanto da forma como ele será veiculado na web.

Ele deve conseguir se comunicar com o público. Por isso, é adequado contratar profissionais de design, por exemplo, para trabalhar a identidade visual dos anúncios.

Saber segmentar o público é uma das ações mais importantes para garantir o sucesso desse tipo de propaganda.

A audiência principal (core audience) é formada com base em dados como localização, classe social e hábitos de consumo.

É possível colher essas informações analisando os perfis e o comportamento dos visitantes quando eles entram no anúncio em questão.

Objetivo

O primeiro passo é abrir o Gerenciador de Negócios, ferramenta de criação de anúncios e análise de resultados.

Nesse mecanismo é possível definir o objetivo da sua campanha. Ele disponibiliza objetivos como reconhecimento da marca, geração de cadastros e conversões. 

No fim dessa etapa o usuário pode fazer o Teste A/B, onde ele experimenta posicionamentos diferentes do mesmo anúncio.

Também é dada a opção de “Otimização de orçamento da campanha” para definir se o investimento será diário ou vitalício.

Segmentação do público

A segmentação é crucial para que a campanha atinja os leads mais qualificados possíveis.

No Face Ads é possível definir o raio de alcance do anúncio. Por exemplo: se você está direcionando sua campanha para Campinas (SP), também pode incluir cidades ao redor dela.

Os critérios vão além da geografia. É possível escolher idade, gênero, estado civil e formação profissional.

O ideal é escolher esses dados com muita calma e com base em pesquisas prévias. Assim, o sucesso do anúncio é mais garantido.

Leia também: Qual a diferença entre público-alvo, persona e avatar? Aprenda a definir o seu tipo ideal de cliente!

Posicionamento

O posicionamento do anúncio pode ser automático ou manual. 

O posicionamento automático é aquele em que o próprio Facebook define as melhores posições levando em conta o seu orçamento. O posicionamento manual é feito pelo usuário.

Nessa etapa você pode definir em quais redes sociais seu anúncio vai aparecer. Você pode vincular o anúncio ao Instagram Ads, por exemplo.

Controle e otimização de gastos

É a hora de definir quanto você quer pagar por clique no link. O Facebook Ads tem três formas de cobrança: o Custo por Ação (CPA), o Custo por Clique (CPC) e o Custo por Mil Impressões (CPM).

O Custo por Ação é o preço médio que o anunciante paga por ação do usuário no anúncio. As ações podem ser cliques, preenchimento de formulários ou compras.

O Custo por Clique é o que o anunciante paga por cada clique no seu anúncio. É calculado dividindo o custo total do anúncio pelo total de cliques.

O Custo por Mil Impressões é calculado dividindo o custo total do anúncio pelo total de impressões. Uma impressão é cada uma das vezes que o anúncio é mostrado, independentemente de gerar ação ou não.

A importância do FaceAds

A rentabilidade do Facebook Ads para sua campanha depende diretamente dos hábitos do seu público. Se ele é usuário assíduo da rede, investir nessa ferramenta é essencial.

As possibilidades de segmentação que ela oferece garantem uma campanha de maior impacto e auxiliam a equipe a pensar em estratégias integradas aos anúncios.

A opção de testar anúncios também é muito bem-vinda para analisar estratégias e mensurar resultados.

O ideal é integrar diferentes formas de anunciar. Por isso, saber como anunciar no Google Ads também pode dar resultados.

Gostou deste conteúdo? Deixe seu comentário, seu like e compartilhe em suas redes sociais!

Leia mais: Mídia paga: saiba o que é e conheça as principais plataformas!



Artigos Relacionados




Deixar um comentário